quinta-feira, 17 de agosto de 2017

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Algo que rejeitas determinantemente, é onde precisas exatamente de ir.
- Durante uns anos reprimi sentimentos...
- Sim...
- Há muito tempo, não sei se já tinha nascido.
- Os sentimentos são intemporais.

domingo, 13 de agosto de 2017

sábado, 12 de agosto de 2017

Há tanta vida além da vida, que origina mais vida ainda.
Múltiplas formas de estar, pensar, de ter assimilado aquilo que a cultura, a infância, os sítios por onde se passou, amou e foi amado. É incrível como tanta diversidade produz tanto conhecimento, mas o conhecimento muitas vezes não fica a par dessa diversidade. Enclausuramo-nos em muros de betão citadinos, barrando outras coisas de acontecerem. Esse estar no agora é simplesmente o que se chama de futuro. O futuro não acontece. É só uma projecção do que estás a ser agora, de um contínuo agora.

domingo, 6 de agosto de 2017

Este presente onde vivo é extremamente bonito.
E só é bonito porque é extremamente PRESENTE.
O extraordinário é a simplicidade em estar.
Se não estiver estou numa constante aceitação.
Disto e daquilo, de uma treta aqui, um biscate ali, uma planificação furtada, um sonho não atendido.
Se só me deixar estar e receber sorrindo, e sorrindo e recebendo, mesmo que isso signifique uma ausência, tudo começa a organizar-se para gerar presença.
A minha.
E só nesse tom tudo fica extremamente indiscutível.

sábado, 5 de agosto de 2017

O que é natural é natural por inteiro, não o é só em metade, três quartos, um oitavo...
Já dizia o querido, querido Pessoa.
Atente-se nisto para entender o tipo de ligações que se cria e mantém.
Não dá para forçar nada.
Não se pode querer mais do que poder, a ordem jamais conseguirá ser trocada no que toca à naturalidade.
Tudo o que queres podes, mas nem sempre podes o que queres.
Tudo o que é natural vem a nós uma fração de milésimo de nano-segundo implacável.
Não se reanimam pessoas ou pescam sentimentos. O viver implica um cegar da não naturalidade. O reatar implica ultrapassar o que foi feito de não natural. Só se restabelece a ordem do que já está ordenado, do que não foi roubado, tolhido, fingido, guardado em força. A naturalidade não se pede, flui no vento e na água.
Oxalá os meus timings possam ser compativelmente naturais com quem mais me venha ensiná-los.