quinta-feira, 29 de junho de 2017

Querido Universo,
vou confiar que trazes sempre o que tiver de ser, no tempo certo. Mesmo que pareça desorganizado, ilógico, doloroso. És tu já a preparar, já a pôr no caminho. Que se de alguma forma somos poeira e explosões cósmicas de mil milhões de anos, o teu conhecimento e energia está em mim, como em todos os que por aqui andam. Que sabes as escolhas, porque te escolherei inconscientemente, pois encaminho-me para ti, à minha maneira, nas decisões, escolhas e ideias que vou tendo. No que vou conhecendo e quero conhecer. Na amplitude que me permito a ter para ir vendo as plantinhas a crescer, o amor nascer, o melhor de mim a vir. Sabes bem que não quero ser cinzenta, monocórdica e absolutamente limitada. Se vim de ti é para não o ser. E sabendo isso, aceito tudo o que possa vir, porque nessa certeza eu sei que não estou só a crescer. Estou a expandir.

Sem comentários:

Enviar um comentário