sábado, 25 de março de 2017

Falando de mim sobre mim

A vida no seu construto impressionante vai alertando para o que são padrões ou vicios adquiridos que em nada revelam o potencial ou apenas e tão só, o que realmente proporciona o bem estar. O bem estar tem que surgir de ti para ti e devolvido nos outros sob a forma de percepcionar as situações sem que com isso te sintas inferior, lesada ou ridícula. Todos sentimos, todos pensamos e todos temos o dever de respeitar aquilo que cada um tem no interior. Eu por respeitar o meu, sei que não quero mais casos onde cada salto em comprimento seja realizado com dúvidas prévias, esperando que alguém confirme se passei a barreira por ter dificuldade em acreditar. Caindo ou não, saltando bem ou não, o meu dever esta para comigo. Essencialmente, em sendo gentil com os meus limites e possibilidades. E aí sei que o meu bem estar não está só quando voo pelo ar emergindo do salto bem feito... está quando caí antes do tempo e não me coloquei mais em baixo do que merecia.

Sem comentários:

Enviar um comentário