quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Fui fazer um mapa astral!
E então?
Estava na esperança de que me dissessem como sou espectacular, uma mente brilhante, riqueza a vir na minha direcção, qualidades de líder de multidões ou de tocar corações de forma profunda...
E então? então?
Olha disseram-me literalmente que sou um merdas. Que para o bem da sociedade devia de estar quietinho. Que faço pouco de jeito e nessa ténue linha, para considerar o suicidio como medida a curto ou longo prazo.
Epá... parece que andam a refinar cada vez mais os métodos analíticos utilizados. A abordagem foi ontólogica ou epistemológica?

Sem comentários:

Enviar um comentário