terça-feira, 18 de outubro de 2016

Ninguém repara o quanto o amor esta a ser dado, recusado ou ignorado a toda a hora.
Numa ignorância que se cria, num distanciamento gelado, num atentar com foco discriminado e intencional.
O amor está em todo o lado e sempre o damos aos outros quando oferecemos o melhor de nós em boas acções e sentimentos, independentemente do vínculo afectivo ou compromisso.
É o que mais se pretende ter e viver e não discernimos que ele já está presente, é em si o vínculo, com uma força inesgotável e que nos liga em corrente universal, que por ser interior, precisa de paz, verdade e reconhecimento para discernir e deixar revelar.
Que feliz sou, de sentir todas as fontes de amor que partem de mim para os outros e dos outros para mim!

1 comentário:

  1. "Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.", citando Friedrich Nietzsche ;)

    ResponderEliminar