terça-feira, 5 de abril de 2016

(Suspiros de Saramago)

"A memória é o dramaturgo que todos os homens têm dentro de si. Põe em cena e inventa um disfarce para cada ser vinculado connosco. A distância entre o que foi uma pessoa e o que se recorda dela é a literatura."

Sem comentários:

Enviar um comentário