domingo, 20 de março de 2016

Cunegundes

Imagem intercalada 1

Já percebi o que nos une
Juventude, furor, ingenuidade
misturada com a excitante empatia.
Vem! Rouba-me sem resistir ao desejo
e com as mãos firmes pelas ancas
Faz-me sentir toda tua nesse dia!

Foge comigo para um qualquer sítio
onde o que é proibido se torna ainda mais forte
Entre os risos, silêncios preenchidos e contemplação
nesse beijo que acontecendo, será a minha morte!

Só quero permissão para me fundir
com os teus lábios macios e suaves
e no corpo a pulsar eletricidade, ouvir o coração exclamar
"Como ousaste entregar-lhe as chaves?"

Porém é tão inesperado e aprazível
beijar esses lábios de manteiga e fantasia
que poderia jurar que entregar-me a eles
nunca era em demasia...

Sem comentários:

Enviar um comentário